Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Família perde casa em incêndio no Bairro da Glória

Mãe, irmã, filhos e sobrinhos estavam no local no momento do incêndio e perderam tudo

Em 25/11/2013 às 15h49


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Em uma fração de segundos, um incêndio provocado por um curto circuito destruiu uma casa na Rua Bela, número 6, no Bairro da Glória, ontem (25) por volta do meio-dia.  

A família, composta por seis pessoas, morava na residência bastante simples e com apenas três cômodos. Perderam tudo: televisão, roupas infantis, documentos, R$ 300 em dinheiro que estavam guardados para compras de Natal, guarda-roupa e mantimentos. 

Seis pessoas estavam no local no momento do incêndio. Felizmente, ninguém ficou ferido.

Segundo Samara Alves, 21 anos, que morava na casa com os dois filhos, um de nove meses e uma filha de dois anos, o incêndio começou quando ela estava na cozinha preparando o almoço. "Comecei a ouvir estalos na fiação e quando olhei, o fogo tomou conta de tudo muito rápido. Perdemos tudo, não sobrou nada, apenas a roupa que estamos usando", lamentou.

Duas residências localizadas ao lado da que pegou fogo não foram atingidas. Nelas, moram a irmã e avó de Samara Alves. 

Samara afirmou à reportagem do Jornal O DEBATE que ficou muito triste porque perdeu no incêndio os R$ 300 reais que guardou com muito sacrifício para comprar roupas no Natal para os filhos. "Foi um dinheiro suado que consegui juntar para presentear meus filhos e deixá-los um pouco mais felizes neste Natal, mas tudo foi queimado junto com documentos e roupas. Não sei o que vamos fazer agora".

A irmã de Samara, Roberta Alves, 35 anos, disse que ligou para o Corpo de Bombeiros, mas quando chegaram ao local, o incêndio já havia sido controlado pelos próprios moradores. "Cheguei a pedir ajuda a um amigo, que não nos socorreu porque estava com medo de levar choque. Então, nós mesmos conseguimos controlar o fogo".

Samara Alves vai ficar temporariamente na casa da avó até que a Defesa Civil execute vistoria no imóvel, mas está receosa de perder a casa. "Minha avó mora aqui ao lado e graças a Deus a tenho para me ajudar, mas não vou poder ficar pelo resto da vida na casa dela. Tenho medo de perder a minha casa. Não temos para onde ir". 

Samara relatou que até agora não recebeu nenhuma assistência da Prefeitura de Macaé. 

A reportagem do Jornal O DEBATE entrou em contato com a Defesa Civil do município. Segundo o secretário de Comunicação, Venício Azevedo, representantes do órgão estiveram ontem no local e, segundo ele, não houve dano estrutural na casa. "Estivemos ontem na residência, mas não conseguimos realizar nenhuma vistoria devido à fumaça e sujeira. Pedimos que a família não ficasse no imóvel ontem e hoje retornaremos ao local para um novo estudo", explicou. 





 Moradores lutaram para controlar o incêndio que destruiu uma casa ontem no Bairro da Gloria


Autor: Daniela Bairros/ danielabairros@odebateon.com.br

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:


publicidade