Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Rio das Ostras promove oficina de música universal Itiberê Zward

O projeto tem o objetivo de desenvolver a escuta como ferramenta principal do músico

Em 08/01/2013 às 12h08


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Com o objetivo de valorizar o artista local, a Fundação Rio das Ostras de Cultura abriu 30 vagas para a oficina musical Itiberê Zward. As aulas serão ministradas para instrumentistas de baixo, piano, teclado, bateria, percussão, cavaquinho, bandolim, guitarra, violão, viola caipira e cordas friccionadas. Para sopros e cantores não há limite de participantes.

Os interessados devem se inscrever gratuitamente pelo e-mail thebest.procult@gmail.com até domingo, dia 6, informando o nome completo, idade, instrumento que domina, instituição de origem e um breve histórico musical. A confirmação de participação será via e-mail nesta segunda-feira, dia 7.

As oficinas acontecerão no Centro de Formação Artística de Música, Dança e Teatro (prédio da Onda) de 14 a 17 de janeiro das 14h às 18h e cada participante deverá levar seu instrumento, com exceção do pianista e baterista. Os participantes abrirão o show do Itibirê Zward & Grupo no dia 18, no palco do Teatro Popular de Rio das Ostras.

A OFICINA - O projeto tem o objetivo de desenvolver a escuta como ferramenta principal do músico, assim como a percepção rítmica, melódica e harmônica. A Itiberê Zward trabalha o talento de cada participante, sempre respeitando limites e possibilidades. A oficina também propõe o rompimento entre o erudito e popular, estimulando a universalidade musical.

ITIBERÊ ZWARD - Utiliza um processo didático onde a composição de uma obra musical. Ela é realizada passo a passo na presença dos músicos, que participam de todo o processo criativo. O que se verifica é que a memória de cada músico é acionada por estímulos auditivos, e não visuais. Desta forma, a música é vivida com mais intensidade por cada um dos participantes. Somente após termos a composição pronta, os instrumentistas recebem as partituras, escritas em tempo real, durante a oficina, por um profissional parceiro. 

Foto: Divulgação


    Compartilhe:


publicidade