Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Polícia Militar aperta cerco contra o tráfico de drogas em comunidades

O policiamento será mais ostensivo neste período de feriado em todo o bairro e em outros locais críticos

Em 28/04/2012 às 08h08 - Atualizado em 28/04/2012 às 08h11


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Com poucas horas de Operação a Polícia Militar já Com poucas horas de Operação a Polícia Militar já
A polícia militar, através do comando do tenente coronel Ramiro Oliveira Campos iniciou uma operação especial na última quarta-feira (25), no bairro Lagomar e também em bairros adjacentes, como São José do Barreto, Engenho da Praia e Complexo da Ajuda. Este final de semana juntamente com o próximo feriado na terça-feira (1º de maio), a operação será intensificada e os policiais estarão mais atentos nos locais onde estarão distribuídos.

Segundo o comandante do 32º Batalhão da Polícia Militar, Ramiro Campos, a ação visa prender elementos do tráfico como aconteceu no início da noite da última quinta-feira (26), quando a PM conseguiu prender um elemento integrante do tráfico de drogas da localidade. Ramiro ressalta que mesmo com a operação nessas localidades, os outros bairros também estarão com policiamento. “O trabalho da polícia continua normal em todos os bairros do município, mas neste momento a nossa prioridade é o Lagomar e alguns outros pontos críticos como Barreto e Ajuda. 

A nossa concentração acontecerá nessa região. Mas não vamos deixar nenhum local sem policiamento. A população macaense pode contar com o trabalho da polícia. O nosso objetivo é dar segurança a todos e estamos fazendo o nosso papel”, declarou.

O comandante falou principalmente sobre a importância da ajuda da população para que o trabalho continue dando resultados positivos. Segundo ele, os moradores do local são peças fundamentais para que a polícia possa encontrar drogas, armas e possíveis elementos do tráfico da área. Muitas pessoas ficam com receio de denunciar por medo de represália, mas a denúncia é necessária para que as prisões e apreensões possam ser feitas. "A denúncia pode ser anônima e nós garantimos o sigilo das informações. Além de poder fazer as denúncias por telefone os moradores podem se dirigir ao trailer da PM no Lagomar caso queira apontar alguma irregularidade", completou o comandante.

Quem quiser denunciar pode entrar em contato com o Disque-Denúncia através do número: (22) 2765-7296 ou também pelo e-mail direto do comandante Ramiro: linhadireta32bpm@hotmail.com. O atendimento é feito 24 horas por dia.

Possível chefe do tráfico preso no Lagomar

)durante a operação realizada no bairro Lagomar, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima sobre a localização de um elemento que seria o chefe do tráfico de drogas da área. Após apurar as informações repassadas na denúncia, os policiais foram até o endereço do elemento, na Travessa Major Otávio e encontraram o mesmo tomando banho.

Os policiais entraram na residência e fizeram a prisão de Miquéias Luz Santos, de 20 anos, vulgo "Bracinho". Além disso, durante a revista no interior do imóvel os policiais encontraram um revólver calibre 38 com quatro munições intactas. 

Diante dos fatos, Miquéias foi conduzido à 123ª DP de Macaé onde foi autuado e preso. Segundo informações do comandante Ramiro Campos, "Bracinho" estaria cumprindo condicional, mas desobedecendo a lei, foi preso novamente, o que complica bastante a sua situação perante a justiça.

Ramiro destacou ainda que a prisão do elemento foi bem realizada e mais uma vez a polícia efetuou o trabalho com sucesso sem que houvesse confronto. "Conseguimos prendê-lo sem causar problemas na comunidade. Tudo foi feito com cuidado e tranquilidade. É importante que a polícia tenha esta conduta, fazer prisões sem causar nenhum tipo de efeito colateral na sociedade. Não houve resistência por parte do indivíduo, que foi surpreendido pela equipe quando estava tomando banho, o que facilitou ainda mais a nossa ação", explicou o comandante.

Além disso, Ramiro falou que se sente satisfeito, por conseguir realizar este trabalho para a população macaense e enfatizou a importância de se realizar operações constantemente. "Sempre que for necessário, vamos fazer essas operações para colocar esses meliantes na cadeia. No caso do Bracinho, conseguimos prendê-lo com apenas 30 horas de operação no bairro Lagomar", concluiu.

Autor: Vanêssa Cunha/ vanessa@odebateon.com.br

Foto: Vanêssa Cunha


    Compartilhe:


publicidade