Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

O trabalho de composição no inicio era artesanal e ganhou modernidade

Em 04/05/2011 às 18h27


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Ricardo Meirelles Ricardo Meirelles
O historiador e atual subsecretário de Acervo e Patrimônio Histórico de Macaé, Ricardo Meirelles parabeniza o jornal O DEBATE pelos 35 anos de atividades no município, com muita luta e superação, diante de tantas dificuldades, mas sempre buscando a verdade e levando a notícia em primeira mão a todos os macaenses.
Ricardo, como grande conhecedor da história de Macaé falou sobre a importância de um veículo de comunicação e como o mesmo pode contribuir de forma positiva para a cidade. 

Contou que o jornal O DEBATE passou por muitas dificuldades para conquistar o espaço que tem hoje. “Antes o jornal era mensal, depois passou a ser quinzenal, semanal, até chegar a ser diário. 

Mas é importante enfatizar que, desde o começo, a intenção de Oscar Pires sempre foi torná-lo um jornal diário, e minha admiração por ele é muito grande, porque conseguiu, mesmo com todos os obstáculos, chegar onde queria e com sucesso. Não deixou se abater mesmo com todas as dificuldades, e acreditou que a cidade merecia ter um jornal diário. 

O trabalho era muito artesanal, onde se colocava letra por letra para que o jornal fosse montado e tivesse condições de ir para as bancas”, relembrou. 

O professor disse ainda que essa trajetória mostra a grande força de vontade do diretor Oscar Pires, que soube administrar e levar o veículo ao lugar onde está, sendo o jornal mais lido da cidade. “Hoje as facilidades são muito grandes. Em termo de redação, o jornal é um exemplo de modernidade. Com um campo gráfico da mais alta tecnologia dos dias de hoje e com excelentes profissionais. Podemos perceber esse sucesso também no interesse das empresas em anunciar no jornal, que tem uma visão de futuro e sabe realizar um belo trabalho”, declarou Ricardo.

Segundo o subsecretário de Acervo e Patrimônio Histórico, Macaé ainda tem um aspecto do interior, onde a paixão política permanece muito forte. “Mesmo com esta característica, o fazer o trabalho, o jornal O DEBATE mostra independência e audácia. 

De produzir suas matérias sem determinadas limitações, independente de poderes políticos, formando uma credibilidade e ultrapassando esse tipo de vínculo”.
Outra marca do jornal, de acordo com Ricardo Meirelles é a forma como os jornalistas se comportam durante a apuração de suas matérias. 

“Os profissionais sabem fazer corretamente o seu trabalho, a apuração sempre é realizada de maneira correta, sabendo ouvir todas as partes envolvidas, não deixando ninguém sem o direito de resposta, seja qual for o assunto, o que também é muito importante para que o Jornal continue com esta força no município”, concluiu.

Autor: Vanêssa Cunha | vanessa@odebateon.com.br

Foto: Arquivo


    Compartilhe:


publicidade