Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Tecnologia ajuda no monitoramento da qualidade da água de Imboassica

Em 29/01/2011 às 18h11


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Por cerca de um mês, a Lagoa de Imboassica será monitorada por um equipamento capaz de medir a qualidade da água e transmitir o resultado online. A previsão da Secretaria de Ambiente é que o aparelho seja instalado até o dia 15 de fevereiro e toda a população poderá ver os níveis das substâncias que a água possui conforme boletins emitidos. O equipamento é capaz de medir o nível de nitrato, PH, oxigênio, amônia, condutividade, DBO, DQO e TOC. 

Um aparelho ficará dentro da Lagoa, junto com uma boia, ligado a um outro que ficará na cabine da Guarda Ambiental, no espaço da inspetoria do órgão. Neste local, a população terá a oportunidade de ver a qualidade da água na hora. 

Segundo o representante do produto, esta é a primeira vez no país que uma prefeitura se interessa por essa tecnologia. “Nós instalamos muito em empresas privadas e a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) também possui. A expectativa é muito boa”, disse. 

O secretário de Ambiente, Maxwell Vaz, esclareceu que primeiro será realizado um teste. “É um projeto piloto de monitoramento online da qualidade da lagoa, que também pode ser utilizado em automação em estações de tratamento de esgoto”, explicou. 

O diretor-presidente do Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia (IMMT), Henrique Carvalho, disse que o equipamento vai facilitar inclusive as ações de despoluição da Lagoa. “É uma medida preventiva, pois é possível programar o aparelho para dar o resultado de hora em hora e é online, o que ajudará no controle da qualidade da água e na aferição do sucesso das medidas adotadas para recuperar o manancial”, explicou. 

Autor: Letícia de Assis | leticia@odebateon.com.br


    Compartilhe:


publicidade