Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Como se prevenir de assaltos e abordagens durante as compras

Em 11/12/2010 às 23h55


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Ao carregar bolsas e sacolas os cuidados devem ser Ao carregar bolsas e sacolas os cuidados devem ser
A série de matérias publicada pelo Jornal O DEBATE durante esta semana encerra hoje dando orientações para a hora das compras, seja em supermercados ou qualquer outro tipo de comércio, focando principalmente neste fim de ano, quando os índices criminais ficam mais elevados. 

Os assaltantes aproveitam a época para atuar nas ruas e estabelecimentos do município porque dezembro é caracterizado como o mês das maiores compras, e os trabalhadores recebem o 13º salário. 

Esses são dois fatores que chamam a atenção de marginais que só aguardam uma oportunidade para cometer o delito, e quando as pessoas não estão preparadas para este tipo de abordagem ou andam completamente desatentas nas ruas, fica muito mais fácil de serem roubadas. 

O uso de jóias costuma atrair a atenção

Na primeira reportagem publicada no dia 5 (domingo) foi falado deste cuidado que as pessoas devem ter ao sair de casa. Objetos chamativos e de valor atraem a atenção e podem ser grandes causas de roubos nas ruas.

Relógios e jóias muito caros não devem ser utilizados para passear durante uma simples compra, ida ao banco, ou qualquer outro tipo de tarefa que pode ser realizada a pé, porque o ladrão aproveita a vulnerabilidade da vítima. 

Segundo a subtenente, qualquer brecha dada ao assaltante pode se tornar perigoso demais. “Ele vai tentar a sorte se mostrarmos que temos coisas de valor. O recomendado é mostrar o contrário. “Se estivermos oferecendo pouca coisa que pode despertar interesse, é melhor. Se for para uma festa, tudo bem, mas no dia a dia tem que evitar para não ser alvo dos bandidos”, orientou.

“A gente lamenta ter que dar este tipo de orientação porque é um prazer para a pessoa usar um objeto que ela se esforçou tanto para adquirir, mas a realidade neste fim de ano é que existe a intenção maior de roubo e por isso prevenir é a melhor solução”, informou o coronel Jório.

Bolsas, carteiras e sacolas devem ser levadas junto ao corpo e do lado de dentro da calçada

Por motivo de segurança, as sacolas devem ser carregadas junto ao corpo. De acordo com Zoraia, o ideal é evitar carregar muitos pacotes e nunca tenha as duas mãos ocupadas. 

Além disso, as bolsas com alças devem ser levadas sempre pela frente, o que dificulta a ação dos ladrões. “É muito mais seguro e garantido manter sempre a bolsa ou mochila sob a guarda de seus braços. Essas dicas são fundamentais, principalmente para as mulheres, maiores vítimas deste tipo de roubo”, alertou o Coronel Edmilson Jório.

Fazer as compras acompanhado

As pessoas devem estar acompanhadas durante as compras maiores. É um dos artifícios que dificultam a abordagem criminal. Segundo Zoraia, se alguém está sozinho, é muito mais fácil para esses elementos atacarem as vítimas. 

“Quando se está acompanhado fica menos vulnerável a essas abordagens surpresa, mais de uma pessoa dificulta ação dos meliantes. Se tiver a possibilidade, a recomendação é andar sempre acompanhado, porque em caso de emergência uma pessoa chama a atenção da outra”, disse.

Privilegie os horários de menor movimento

Uma quantidade muito grande de pessoas em um mesmo local também facilita a ação dos bandidos, que se aproveitam de tumultos para agir. Dentro de lojas e supermercados lotados a recomendação é ficar muito atento para saber quem está ao redor, e se possível evitar ir às compras em horários de maior movimentação.

“Não é andar enquanto a rua esteja deserta, mas quando está muito cheia, as pessoas se aglomeram e fica fácil não perceber que a carteira foi roubada, ladrões colocam a mão dentro da bolsa de alguém, entre outras práticas. 

Os esbarrões são facilitadores destes delitos, e com menor movimento, a pessoa consegue prestar mais atenção ao redor e evitar esbarrar em outros indivíduos”, explicou a subtenente.

Pague as suas compras com cheque ou cartão

O essencial nesses casos é evitar andar com uma grande quantidade de dinheiro, o que chama muito a atenção de ladrões. “As pessoas têm que procurar a praticidade e dificultar ao máximo para esses meliantes. Hoje em dia é muito fácil fazer compras com cartões de débito e crédito, por isso, devem sempre fazer os pagamentos desta forma”, disse Zoraia.

As dicas de estratégias para se defender e como se comportar diante desses elementos são fundamentais para evitar assaltos e preservar a vida de muitos.

A equipe de O DEBATE teve auxilio da subtenente Zoraia Braz, do 32º Batalhão da Polícia Militar e do coordenador do GGI (Gabinete de Gestão Integrada) de Macaé, o Coronel Edmilson Jório. 

As duas autoridades usaram de toda experiência para ajudar a população, alertando para estes riscos mais comuns durante os dias que antecedem as festas de fim de ano.

Autor: Vanêssa Cunha (vanessa@odebateon.com.br)

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:


publicidade