Cadastre-se e receba nossas novidades:

06/11/2017 às 14h41m

Crime organizado na política

Não é sempre que as pessoas têm às mãos um jornal com alguma informação capaz de, pelo menos, acreditar que existe vontade política e jurídica para tentar consertar os erros que vêm sendo praticados a cada eleição em que o candidato, para se ver livre de alguma condenação, informa que recebeu dinheiro do caixa dois.

Ora, pelo Código Eleitoral, caixa dois é crime. Mas de uns tempos para cá, passou a ser conhecido como "dinheiro de campanha não contabilizado". Durante a Operação Lava Jato, o que mais os envolvidos informaram era de que aquela enorme 'dinheirama' que passou pela lavanderia dos dutos da Petrobras, foi legalmente declarado à Justiça.

Pois bem. Dia destes um jornal carioca estampou o seguinte título: "TSE cria força-tarefa para conter crime organizado na política". E no subtítulo: "Um dos objetivos do grupo é controlar doações eleitorais em tempo real". Até aí, tudo bem e espera-se que seja verdade. Foi o presidente atual do Tribunal Superior Eleitoral, (TSE), ministro Gilmar Mendes, que reuniu-se com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, para pedir ajuda dos militares na força-tarefa que ele pretende criar, desde já, com o governo federal e o Ministério Público (MP) para conter a infiltração de crime organizado na disputa eleitoral.

O TSE quer ajuda dos órgãos do governo para controlar, sobretudo, as doações de campanhas eleitorais em tempo real. Ele informa estar conversando com toda as autoridades da Receita, do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) para combinar ações que permitam o monitoramento quase on-line dessas doações. A Justiça Eleitoral está preocupada com o domínio de traficantes e milicianos em vários territórios no Rio e com a possibilidade de facções criminosas financiarem ilicitamente candidatos, que depois facilitariam o acesso do crime aos aparelhos de Estado. Bem, como é iniciativa de um ministro do TSE, tomara que dê resultado e seja colocado um ponto final nas falcatruas que ocorrem, que todo mundo vê e sabe, mas a própria Justiça... não enxerga. Será que é verdade? Tomara.
Folga, para quem merece...

Tão logo a crise política na Câmara dos Deputados teve fim com a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer, os parlamentares que não são bobos, e a própria oposição que pretendia não dar quórum o que poderia adiar para esta semana a votação, trataram de colocar logo um fim na história porque esta semana - de 30/10 a 05/11 - o calendário apontava o feriado de Finados (2), mas que, na verdade, o esvaziamento do serviço público começaria dia primeiro de novembro. Uma espécie de recesso branco para os deputados e senadores visitarem suas bases e orar pelos entes queridos que estão no outro mundo. No nosso mundo real, até o Supremo Tribunal Federal (STF), por ato do Diretor Geral, decidiu transferir o feriado do Dia do Funcionário Público (28 de outubro), que caiu no sábado, para o dia 03 de novembro (sexta-feira). Evidente, pois, desta forma, estaria completa a formalidade de mais uma folga e todos poderiam aproveitar o "feriadão".

O ato foi acompanhado por outros órgãos públicos que gozaram da benesse e o "quem pode, pode, quem não pode se sacode", levou os terminais rodoviários e aeroportos, além de estradas pelo país afora, a ficar congestionados. Visitar o túmulo de um ente querido no Dia de Finados é tradição e ninguém pode perder a oportunidade de viajar para demonstrar a solidariedade Cristã.

Por outro lado, muitos municípios também aproveitaram para decretar ponto facultativo na sexta-feira (3), para completar a festa, já que a taxa Selic vem caindo, a inflação tem um índice bem baixo (se não tem ninguém comprando, como pode ter inflação alta?), mas os juros nas instituições financeiras (leia-se bancos), continuam estratosféricos, endividando os empresários que ainda são os maiores empregadores do país, enquanto o governo, ao arrecadar até setembro R$ 1 trilhão e 200 bilhões, tem uma dívida pública de mais de R$ 3 trilhões porque gasta mais do que arrecada. Bem, já que o feriado passou e todom voltam à rotina nesta segunda-feira (6), fiquem alertas porque dia 20 de novembro tem o Dia da Consciência Negra, em homenagem a Zumbi dos Palmares.

PONTADAS 

O comentário aqui pode até ser um pouco tardio mas, vale o registro. Por que dois ministros do Supremo Tribunal Federal, que julgava a extinção de tribunais de contas em municípios do Ceará, acabou se transformando num bate-boca e acusações pessoais, fazendo do plenário quase um palanque político? Será que a indicação de ministros, em vez de sabatinas no Senado, não poderia ser de outra forma?
_______ 
Tem momentos em que, nos quatro cantos da cidade, quando a pessoa ouve falar sobre a gestão municipal, sempre dá a impressão de que o prefeito está com índice baixo de aprovação. Mas, dizem nos bastidores que, ao lhe abrir as portas em 2018, Piccianni, que comanda o PMDB, está coordenando para que o Dr. seja candidato a vice ou até mesmo a governador. O gabinete já anda alvoroçado.
_______  
Um excelente funcionário efetivo da prefeitura e competente profissional, soldado de primeira hora nas mudanças prometidas, acabou sendo alvo da voracidade de vingança do Executivo. Perdeu o cargo comissionado que não tinha vencimento elevado e agora "se vira" com apenas pouco mais de R$ 1.500,00. Ele procura outro emprego para demonstrar sua capacidade profissional.

Autor: Oscar Pires

Tags relacionadas:

    Compartilhe: